PIS: Base de Cálculo e Alíquota

PIS: Base de Cálculo e Alíquota
5 (100%) 1 vote

PIS: Base de Cálculo e AlíquotaVocê sabe como funciona?

São termos que andam juntos, mas que poucas pessoas sabem o significado. Essas palavrinhas aparecem várias vezes quando se trata da vida do trabalhador e, por este motivo, é necessário que se entenda do que se trata e a relação que há entre elas.

PIS: Base de Cálculo e Alíquota

publicidade:

O termo PIS é a sigla para Programa de Integração Social, que é uma contribuição tributária que diz respeito às pessoas jurídicas.

Qual a função do PIS?

publicidade:

A função do PIS e também do PASEP (Programa de Fundação do Patrimônio do Servidor Público) é gerar fundos para o seguro-desemprego e abono salarial. Dessa forma, percebe-se a importância desse termo.

PIS: Base de Cálculo e Alíquota – Saiba Mais

O PIS, para ser calculado, precisa de uma base. Essa base de cálculo é toda a receita bruta da pessoa jurídica, não importando o tipo de atividade que é desenvolvida.

Agora que essa parte foi esclarecida, passemos às alíquotas. Essa base de cálculo é cumulativa, ou seja, diz respeito às empresas privadas ou equiparadas pelas leis do imposto de renda.

A base da apuração do imposto de renda da pessoa jurídica é o lucro presumido ou arbitrado.

PIS: Base de Cálculo e Alíquota

As alíquotas são o percentual (podendo ser também um valor fixo) usado para fazer o cálculo de um tributo. Assim sendo, elas são usadas para fazer o cálculo do PIS.

A alíquota que se refere à contribuição do PIS é de 0,65% em cima da receita bruta da pessoa jurídica, com incidência cumulativa. No caso de ONGs, a alíquota é de 1% sobre a folha salarial.

PIS: Base de Cálculo e Alíquota sobre Faturamento

Para exemplificar o que foi dito acima: se a pessoa jurídica possui uma receita bruta de R$ 15.000,00 mensal, o cálculo será de 0,65% em cima desse valor.

Esse valor também serve para as ONGs?

No caso das ONGs, o cálculo será de 1% em cima da folha salarial. É importante buscar familiaridade com esses termos, devido à sua importância.

Se houver dúvidas a respeito dos cálculos ou de valores, vale a pena entrar em contato com a Caixa Econômica Federal para que elas sejam sanadas.

PIS E Cofins: O que é?

Você sabe a diferença entre eles?

Para muitos, os dois são os tributos mais complexos do Brasil, e pouquíssimas pessoas sabem a diferença.

Quando se fala em PIS, é muito comum escutar falar do Cofins também. Então resolvi dedicar um pedaço desse artigo para explicar exatamente o que é:

  • PIS: Como já vimos, esse é o Programa de Integração Social. Esses recursos são destinados para o pagamento de seguro-desemprego e abono salarial.
  • Cofins: Significa Contribuição para Financiamento de Seguridade Social, e seus recursos são destinados para a área da saúde.
publicidade:

Tanto para um, como para o outro, existem dois tipos de regimes para apuração: O Regime Cumulativo e o Regime não Cumulativo.

Deixe um comentário!

publicidade: